Mudanças

           Dizem que há uma tênue linha entre o possível e o impossível, entre a ousadia e a inconsequência, entre a insanidade e a lucidez. Cortejar essa linha é da vida de todos nós... Ao tentarmos algo novo sempre ouvimos todo tipo de opiniões e conselhos. A nuvem de testemunhas é gigantesca, e policia atenta cada escolha que fazemos. Se o outro não muda eu não preciso mudar, então: que tudo fique fadado ao tédio eterno da não mudança... Proclamam os olhares atentos de plantão! Os sabedores da vida alheia.
            Mudanças... Mudança é tão coisa de cada um que não cabe a ninguém determinar quando , como ou porquê. Medrosa pra uns, interessante para outros. Difícil de ser acordada , as vezes, demora a despertar...e mudança quando acorda é fogo! Começa a incomodar e não para até agitar tudo a sua volta! Mudança nos tira do óbvio. Mudança tem o dom de nos revelar uma paleta de cores pra se pintar o velho caminho novo... Mudança revela amigos verdadeiros, revela entraves pessoais, revela olhares, amores, possibilidades, mentiras, saudades, revela belezas e tristezas... desfaz ilusões: mudar tira o véu. Mudanças modificam o ponto de equilíbrio, desfazem a inércia e nos botam de pé, prontos pra caminhar!
             Diria o poeta: mudar ajuda a "amar o caminho mais que o lugar". Ousar é uma maestria de quem se permite mudar. Ler os sinais da vida pode ser uma boa idéia nessas horas de escolher mudar.  Esses sinais são tipo estrelas cadentes: guiam e surpreendem. As vezes, passam tão rápido que só a gente vê. Seguir sinais da vida é uma arte. Uma das minhas artes preferidas ... nem sempre tranquila, é um fato. Habitualmente instigante, como toda boa arte. Vale a pena lembrar que a arte de seguir sinais faz parte da arte de sermos inteiros! Mudar gera inteireza. Ousar, aprender a seguir os sinais da vida e permitir-se... Sim, permitir-se mudar areja a alma. Solta pesos, acorda  sonhos, faz o desejo desejar mais forte. E ao contrário do que muitos pensam: mudar coloca TUDO no seu devido lugar.  
           Mudanças nos ajudam a olhar mais que ver, escutar mais que ouvir, saber mais que pensar, perceber mais que supor, sentir mais que determinar. Mudar desfaz as cegueiras da alma. Mudança ensina o caminho para novas escolhas. Mudar dá consistência ao viver.  

http://fragmentosdeluz.blogspot.com.br/2010/10/mudancas.html
           

Um comentário:

  1. Como é difícil o discernir entre estar atento à vida e querer controlar completamente todos os nossos passos... Somos senhores dos nossos destinos... e não somos. Em parte sim, mas dividimos a nossa vida com outros elementos e de formas que nem sempre percebemos.
    E, em geral, queremos o controle absoluto, nos incomoda a ideia de não dependermos exclusivamente de nós, e sentimos como desconforto se alguma coisa (ou tudo!) sai dos trilhos que nós mesmos planejamos.

    É difícil se render a outros sentidos, intuições, percepções etéreas, vocações diáfanas...

    Mas, olhando pra trás, percebo que nas mudanças mais significativas e mais importantes da minha vida, muitas vezes foi preciso caminhar de olhos fechados.

    ResponderExcluir